NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org
NOVO ENDEREÇO NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org

NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org
NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org
NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org
NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org
NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org

OBRIGADO.


Top 5 – Séries Americanas que Marcaram Nossa Infância

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Top 5 – Séries Americanas que Marcaram Nossa Infância

Mensagem por MISTER em Seg Set 14, 2009 8:58 pm

Top 5 – Séries Americanas que Marcaram Nossa Infância


Seguimos nossa trajetória de especiais para relembrar a nossa infância. O primeiro foi o Top 5 das séries japonesas e o segundo falou sobre os 10 Seriados Animados Inesquecíveis. Neste terceiro especial voltamos a falar de séries, mas mudamos o endereço: ao invés do Japão o país agora é os EUA.

Assim como hoje, antigamente também os Estados Unidos mantinham a frente no que se refere ao que eles chamam de “TV Shows“, para nós, simplesmente séries de televisão. Se hoje as redes nos brindam com ótimas produções como Grey’s Anatomy, Lost, House, entre outras, nos anos 80 também tínhamos as nossas preferidas. Então convido vocês para novamente fazer uma viagem conosco.

Retornaremos ao tempo em que a gente, quando não estava na frente da TV, estava na rua brincando de Professor e Aluno. No qual, o máximo de tecnologia que chegávamos perto eram aqueles Mini-Games da Tec-toy. Tempo em que era tudo de bom brincar com Massinha de Modelar, Lego ou Playmobil. Tempo em que uma simples sacola de Supermercado virava um moderníssimo para-quedas para os nossos surrados Comandos em Ação. Ao tempo em que tudo para nós se resumia a sentar no sofá, comer o pão e tomar o Nescau e ainda torcer pro pai comprar Farinha Láctea. Voltaremos pros dias em que ao invés de Malhação assistíamos Sessão Aventura. Enfim, a época que inspirou este, o Top 5 – Seriados Americanos que marcaram Nossa Infância.

1- Profissão Perigo – MacGyver

Se você acha que para ser protagonista de uma série precisa dispor de armas e munições mil, então você não conhecia o MacGyver. Para ele bastava seu canivete, um clips, um chiclete ou até um pedaço de papel que o caso estava resolvido, a mocinha estava salva e o bandido eliminado. Essa era rotina da série do ex-agente secreto das forças especiais Angus MacGyver. O personagem interpretado por Richard Dean Anderson também dava nome a série nos EUA. Por lá a exibição foi a partir de 1985 pela ABC. A série foi criada por Lee David Zlotoff e produzida por Henry Winkler.

Conhecida no Brasil como Profissão: Perigo, ela seguiu o mesmo padrão que a Rede Globo faz hoje com 24 horas. Estreando em 1986, ela entrou no período de férias de Jô Soares e o seu Viva O Gordo. Inclusive, falando em 24 horas, há quem diga hoje em dia que Jack Bauer nada mais é do que o MacGyver sem o mesmo charme. Pelo menos pra garotada da época não há nem comparação. Não que Bauer não seja bom, mas o antigo dá de 10. Não há na época, menino que não tenha brincado de ser o herói e nem menina que não tenha brincado de casinha fingindo que seu marido imaginário era MacGyver.

Deu saudade do tempo em que podia ver MacGyver chupando uma balinha Xaxá? Que pena que não dá pra voltar no tempo e reviver tudo isso. Mas dá pra ver um vídeozinho. Confere aí:


2- Alf – O ETeimoso


ALF vem de um acrônimo da expressão em língua inglesa Alien Life Form, que em português seria uma “forma de vida alienígena“. Com essa explicação de nome imagina-se que o que vier depois remete aquelas séries Sci-Fi ultra complexas e cheias de casos difíceis de se resolver. Mas não, ALF era uma sitcom leve e engraçada de se assistir.

Contava a história de um ser do planeta Melmac. Ele era integrante da guarda de seu planeta. Num certo dia seu planeta acabou explodindo e ele de alguma maneira conseguiu escapar. Sua nave, que se perdeu no espaço, ao chegar na Terra colidiu com a garagem dos Tanner, em Los Angeles. Com isso o ET passa a fazer parte da família de Willie, Kate e dos filhos Lynn e Brian. E não podemos esquecer do gato da família, a comida que ALF sempre desejou mas nunca pode comer.

Com 102 episódios produzidos, a série foi exibida pela primeira vez em 22 de setembro de 1986. E perdurou até o ano de 1990 sendo transmitida pela rede NBC. Criada por Paul Fusco, foi livremente inspirada e parodiava o filme E.T. the Extra-Terrestrial, de Steven Spielberg. No Brasil foi lançada pela Globo com o nome Alf, o ETeimoso. A emissora a exibia no domingo a tarde. Destaque para a dublagem de ALF que ficava a cargo de Orlando Drummond, o Seu Peru, da Escolinha do Professor Raimundo e mesmo dublador do Scooby-Doo.

Se você está entre aqueles que deixavam seus cards de animais que vinham com os Chocolates Surpresa de lado para poder ver um episódio de ALF então vai adorar lembrar um pouco mais. Pra variar, disponibilizamos o vídeo pra vocês matarem a saudade. Confiram:



3- Punky, A Levada da Breca


Punky Brewster era uma menina de rua engraçada e bem humorada. O pai de Punky deixou a família quando ela tinha dois anos, e mais tarde, também foi abandonada pela mãe que a levou até um supermercado e desapareceu. Por isso tudo, ela acaba tendo que se abrigar em um apartamento vago num prédio local. Lá ela vivia com seu melhor amigo, seu cachorro Brandon.

Não demorou muito para ela conquistar o coração do gerente do prédio, o fotógrafo viúvo Arthur Bicudo. Quando ele descobre Punky no apartamento vazio vizinho do seu, ele ouve a história da garota, se emociona, e fica responsável por ela. Também não levou muito tempo para que ela fizesse amizades. Primeiro de Cátia, uma garota que vivia no andar acima do apartamento de Arthur junto com sua avó Luíza. Depois de Junior Anderson e até da antipática Margot.

Punky Brewster, nos EUA ou Punky, A Levada da Breca, no Brasil foi filmada de 1984 a 1988 e teve o total de 88 episódios. Nos Estados Unidos, a série foi exibida na NBC. No Brasil, o seriado foi transmitido pelo SBT, tendo inclusive virado desenho, também exibido pelo mesmo canal.

Nos anos 80 vocês tinham que arrumar o quarto para poder assistir. Os meninos não podiam ficar com os álbuns de figurinhas todos espalhados, mesmo que tivessem separando para trocar com os amigos. Já as meninas tinham que deixar o papel de carta na prateleira junto com as suas bonecas Moranguinho. Como não somos tão exigentes assim, basta arrumar sua mesinha aí que já está tudo bem, a gente libera o vídeo e você pode matar a saudade da Levada da Breca. Assiste aí:



4- A Gata e o Rato


Moonlighting, lá nos Estados Unidos, A Gata e o Rato, aqui no Brasil, foi transmitida pela ABC, entre 1985 e 1989, tendo ao total 67 episódios. Foi protagonizada por Bruce Willis e Cybill Shepherd, que interpretavam uma dupla de detetives privados. Era uma mistura de comédia, drama e romance, tendo-se tornado em um dos maiores clássicos das séries de detetives.

O seriado foi criado por Glenn Gordon Caron, que também foi o produtor executivo da série. O tema de abertura foi interpretado pelo cantor de jazz Al Jarreau, e fez relativo sucesso. Foi a partir desta série que Bruce Willis se tornou o ator famoso que é hoje.

O enredo conta a história de Maddie, uma modelo de sucesso que descobriu ter levado um golpe de seu empresário e que por isso teria perdido toda a sua fortuna. Sem saber o que fazer sem dinheiro e cheia de dívidas, acaba descobrindo que a única coisa que lhe restava era uma agência de detetives chamada “City Angels“, depois batizada para “Blue Moon“. A agência era dirigida pelo cínico, mas charmoso David Addison, feito por Bruce Willis.

Hora de deixar o Aquaplay de lado e guardar o Girocóptero. Hora é claro de ver o vídeo de abertura da série. Confere aí:


5- Esquadrão Classe A



The A-Team, nome original nos EUA era conhecida no Brasil por Esquadrão Classe A. Nos EUA era exibida pela rede de televisão NBC, entre os anos de 1983 e 1987. Aqui passou às sextas à noite no SBT entre 1984-1986, sendo uma das séries mais populares da década de 1980. Muito tempo após o final da série, ela foi exibida nas tardes da Sessão Aventura na Rede Globo de abril de 1991 a dezembro de 1992.

O nome original da série “A-Team“, na verdade era a abreviatura de “Alpha-Team” (Equipe Alpha). Mostrava com muito humor e ação, as aventuras de um grupo de mercenários, veteranos da Guerra do Vietnã. Eles são acusados de um roubo a banco em 1972 que não cometeram e após serem presos conseguem escapar da prisão de segurança máxima vivendo como fugitivos, operando como mercenários, soldados da fortuna, de maneira secreta com base de operações em Los Angeles, sempre no conforto de seu Furgão preto turbinado.

Anotou direitinho tudo o que eu falei. Bem, se anotou com certeza não foi com a sua caneta Kilometrica, muito menos com sua lapiseira Poly ou com sua caneta de 10 cores. Afinal já se passou muito tempo desde que a gente usava tudo isso. Se não anotou deixa pra anotar depois, vamos antes dar uma olhada no vídeo de abertura da série. Olha aí:



http://www.youtube.com/watch?v=E0ZmUKBgwqg&feature=player_embedded

_________________

avatar
MISTER
Admin
Admin

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 20/06/2009
Idade : 35

Ver perfil do usuário http://misterlinks.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum