NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org
NOVO ENDEREÇO NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org

NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org
NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org
NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org
NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org
NOVO ENDEREÇO www.misterlinks.org

OBRIGADO.


As Piores Bilheterias de todos os tempos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

As Piores Bilheterias de todos os tempos

Mensagem por MISTER em Sab Out 17, 2009 5:41 am

As Piores Bilheterias de todos os tempos

Perigo em Bangkok

Numa fase de baixas bilheterias nos EUA, o filme Perigo em Bangkok estreou nos EUA faturando US$ 7,8 milhões, a menor bilheteria de estréia em 2008 até então. Protagonizado por Nicolas Cage e dirigido pelos irmãos Pang, o filme de ação custou US$ 45 milhões e faturou somente US$ 8,3 milhões no fim de semana de estréia nos EUA. Definitivamente, quando um longa não chega nem perto de seu custo nos primeiros dias em cartaz no principal mercado de cinema do mundo, os EUA, está fadado ao fracasso.

O Grande Dave

Outro exemplo de filme atualmente em cartaz que está longe de se pagar é a comédia O Grande Dave. Com orçamento de US$ 60 milhões, a comédia com Eddie Murphy ainda não bateu a casa dos US$ 30 milhões ao redor do planeta.

Missão Babilônia

Missão Babilônia também não conseguiu arrecadar em bilheteria os US$ 70 milhões investidos na produção do filme. Que quase não saiu, aliás, já que sua produção estourou prazos e orçamento a ponto da seguradora ter de ter sido acionada para injetar mais dinheiro pro filme ficar pronto. Além disso, o diretor Mathieu Kassovitz brigou com o estúdio Fox Films por não ter tido o corte final do longa. A Fox cortou 70 minutos da versão original de Kassovitz a fim de baixar a censura do filme nos cinemas e diminuir o tempo do filme para 93 minutos. Como resultado da briga entre o diretor e o estúdio, Missão Babilônia não chegou a ser exibido à imprensa especializada norte-americana e quase não ganhou promoção, o que pode ter refletido diretamente aos resultados financeiros da passagem do filme pelos cinemas norte-americanos, onde rendeu somente US$ 20,6 milhões.

Speed Racer

Outro fracasso que passou pelos cinemas em 2008 foi Speed Racer. A adaptação do cultuado anime homônimo parecia prometer polpudas bilheterias não somente por ser versão de um produto já cultuado mundialmente, mas por ter sido dirigida e produzida pelos irmãos Wachowski. No entanto, o excesso de luzes, cores e o ritmo frenético do longa acabou afastando os espectadores. Resultado: o filme, que custou US$ 120 milhões, passou pelos cinemas faturando somente US$ 89,1 milhões. Vale lembrar que a empresa brasileira Petrobras investiu US$ 1 milhão para aparecer no filme. No fim, são poucos os segundos nos quais podemos ver o logo da empresa brasileira, o que pode ser considerado como um fracasso também da Petrobras, neste caso.

A Reconquista

Outra superprodução que amargou nas bilheterias mundiais foi A Reconquista (2000), estrelado por John Travolta. O filme foi uma forma do ator levar a público as idéias que dão base à cientologia, sua religião – que, por sua vez, é baseada nas idéias de um autor de livros de ficção científica -, mas acabou não tendo sucesso algum. Dos US$ 73 milhões investidos, foram recuperados somente US$ 29,7 milhões nas bilheterias mundiais.

Zyzzyx Road

Mas nenhum desses filmes chega perto do maior fracasso que o cinema já viu. Pelo menos quando se trata de bilheterias. Nem a presença de atores conhecidos, como Tom Sizemore (O Resgate do Soldado Ryan) e Katherine Heigl (Vestida Para Casar) no elenco levaram os espectadores aos cinemas para assistir a Zyzzyx Road (2006). O thriller independente custou US$ 2 milhões, entrou em cartaz em somente um cinema, em Dallas (Texas), durante seis dias. Faturamento? US$ 20.

Adolescente em Apuros

Estrelada por Jennifer Love Hewitt no auge da popularidade pela atuação na série O Quinteto, em 1997, a comédia adolescente Adolescente em Apuros entrou em cartaz somente nos EUA, onde faturou nada menos do que US$ 309.

Horas de Terror

Relativamente aclamado pelos fãs de terror, a produção canadense Horas de Terror (2005) estreou nos EUA tendo sido visto somente por poucos fãs do gênero, uma vez que sua bilheteria contabiliza US$ 423. O longa foi premiado no Festival de Cinema de Terror de Nova York, mas nem isso adiantou para que levasse o público às salas de cinema.

_________________

avatar
MISTER
Admin
Admin

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 20/06/2009
Idade : 34

Ver perfil do usuário http://misterlinks.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum